O último torneio do ano é uma competição onde a pressão tem muita influencia uma vez que o resultado decide não só quem se sagrará Master mas também as classificações finais na OM. Este ano estava tudo na linha encarnada já que apenas 1 ponto separava o líder da competição, Rodrigo Trocado, de José Maria Castelo Branco e José Maria Magriço.

Foi nestas condições que os Tigres se atiraram ao fabuloso campo da Quinta da Marinha que com fairways que parecem alcatifa é certamente um dos melhores campos portugueses para jogar no inverno.

Depois de 18 buracos que surgiu como o homem do dia foi José Maria Magriço que tem registado uma incrível evolução no seu nível de golfe. Trinta e cinco pontos foi o suficiente para ganhar torneio e galgar a Ordem de Mérito. Em segundo e terceiro lugar ficaram dois membros da Direção dos Tigres, respetivamente António Mendonça Alves com 33 pontos e em terceiro Pedro Soares Franco com 32 pontos.

José Maria Castelo Branco apresentou uma prestação boa, mas insuficiente, com 31 pts. A grande surpresa foi Rodrigo Trocado que depois de resultados bombásticos ao longo do ano e em particular na Madeira durante o Tiger Trip era o inquestionável favorito. No entanto, este não conseguiu manter o ritmo nesta reta final e registou uns parcos 25 pontos.

Como sempre, em paralelo com o Masters jogou-se o Torneio Convívio onde participaram todos os restantes Tigres e foi Francisco Castro e Almeida, que levou a melhor com uns incríveis 41 pts.

Please Login to Comment.